Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O manifesto bacoco

por pauloconde, em 28.10.14

 

Tap.JPG

 

O manifesto subscrito por 74 apologistas do calote é pura demagogia bacoca, não só porque a maioria dos subscritores esteve na primeira linha da destruição financeira de Portugal mas sobretudo porque quando o país andou a esbanjar dinheiro ninguém se manifestou para que ele fosse gasto com parcimónia.

 

Paulo Conde - Correio da Manhã, 2014

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:35


Costa não é solução

por pauloconde, em 24.10.14

 

Solução.JPG

 

António Costa, ao afirmar que não há solução para as cheias em Lisboa, confirmou ser um líder sem carisma nem competência para governar um país. Sendo ele o candidato dos soaristas e socráticos a primeiro ministro é caso para dizer que a saga da bancarrota contínua, já que os autores das últimas três falências se preparam para mais uma sequela.

 

Paulo Conde

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 00:36


A cassete do Jerónimo

por pauloconde, em 20.10.14

 

PCP.JPG

 

Os comunistas que foram os primeiros a destruir o país com o gonçalvismo, continuam com o bolorento discurso do embuste, por forma a manterem um clima negativo e de contestação permanente, para que os crimes por eles cometidos nos anos seguintes ao 25 de Abril, sejam esquecidos ou até mesmo apagados da história.

Paulo Conde, Correio da Manhã 2015

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:34


Bustos e embustes

por pauloconde, em 04.10.14

 

Tap.JPG

 

A recente inauguração de bustos dos antigos presidentes de Portugal, na Assembleia da República, arreliou muito a esquerda radical, particularmente o partido comunista português.

Não admira, nem causa qualquer surpresa que os comunistas continuem a querer esconder a história de Portugal das gerações mais novas. Aliás, é sobejamente conhecida a mestria do PCP para a ocultação e obscuridade. Ainda hoje os comunistas não revelam o conteúdo dos seus arquivos históricos ao povo. O mesmo povo do qual apregoam e propagadeiam aos sete ventos serem uma espécie de messias salvador. Desse mesmo povo escondem a sua história de actividades criminosas e obscuras, desde as traições a camaradas à intenção de implementar à força o regime soviético em Portugal, passando pelos saques do gonçalvismo e do PREC.

O PCP é um embuste e o comunismo um fascismo disfarçado de libertador que a todos atraiçoa na busca incessante de impor a sua ditadura estalinista, que o mundo bem conheceu e condenou, mas que residualmente ainda vegeta por becos partidários.

Bem hajam todos os bustos da História de Portugal.

Paulo Conde

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 16:26


Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Outubro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D
  235. 2003
  236. J
  237. F
  238. M
  239. A
  240. M
  241. J
  242. J
  243. A
  244. S
  245. O
  246. N
  247. D
  248. 2002
  249. J
  250. F
  251. M
  252. A
  253. M
  254. J
  255. J
  256. A
  257. S
  258. O
  259. N
  260. D
  261. 2001
  262. J
  263. F
  264. M
  265. A
  266. M
  267. J
  268. J
  269. A
  270. S
  271. O
  272. N
  273. D
  274. 2000
  275. J
  276. F
  277. M
  278. A
  279. M
  280. J
  281. J
  282. A
  283. S
  284. O
  285. N
  286. D
  287. 1999
  288. J
  289. F
  290. M
  291. A
  292. M
  293. J
  294. J
  295. A
  296. S
  297. O
  298. N
  299. D
  300. 1998
  301. J
  302. F
  303. M
  304. A
  305. M
  306. J
  307. J
  308. A
  309. S
  310. O
  311. N
  312. D
  313. 1997
  314. J
  315. F
  316. M
  317. A
  318. M
  319. J
  320. J
  321. A
  322. S
  323. O
  324. N
  325. D
  326. 1996
  327. J
  328. F
  329. M
  330. A
  331. M
  332. J
  333. J
  334. A
  335. S
  336. O
  337. N
  338. D