Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Expo, não!

por pauloconde, em 22.09.97

 

 

Definitivamente, somos um povo com a mania das grandezas. Não sabemos fazer uso das necessidades e ficamos mais bonitos por fora e mais pobres por dentro.

Pensava eu erradamente, que o dinheiro dos meus impostos servia para melhorar a qualidade de vida de todos nós. Combate à crescente criminalidade, tentar sair do primeiro lugar que ocupamos no “racking” do analfabetismo, diminuir o rol de seres humanos que vagueiam pelas ruas de mão estendida ou ser atendido dignamente nas unidades hospitalares.

Mas não ! Eu estava redondamente enganado. Afinal o dinheiro que tanto me custa a ganhar, vai direitinho para uma exposição de milhões ( incluindo buracos orçamentais ) , que pretende mostrar aquilo que não somos, com a agravante de ter ainda que pagar a entrada para ver o meu Pais aparecer de fato e gravata, mas com muitas pedras nos sapatos.

Não sei para onde vou, mas sei que não vou à EXPO ’98.

 

 

Paulo Conde - Correio da Manhã; O Independente - 1997

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:22


Corpos vendidos

por pauloconde, em 24.05.97

 

Quem não ouviu já falar em assédio sexual no trabalho ? Pois é, este assunto é delicado, mas nem por isso deixa de ser debatido e difundido nos órgãos de comunicação social. No entanto existe uma precaridade social, igualmente grave e da qual ninguém fala, que estando em consonância com a anterior difere apenas no facto de que é a “vitima” a provocar o assédio, no intuito de tirar dividendos sócio-económicos. Pessoas sem escrúpulos, as quais mesmo que aleguem dificuldades financeiras ou fracas habilitações literárias, não têm a mínima dignidade, porque estes meios não justificam estes fins.

Há que subir a escada da vida, degrau a degrau, com suor e sacrifício, utilizando o corpo que Deus nos deu, um bem tão precioso que esta gente põe á venda. Pensem nisto.

 

 

Paulo Conde - Manhã Popular; Correio da Manhã - 1997

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:12


Monopólios

por pauloconde, em 05.04.97

 

 

É com profunda tristeza que constato que á beira do ano 2000, em plena União Europeia e num Estado Democrático, ainda existem Monopólios. Refiro-me concretamente aos da Água e da Electricidade, que teimam em existir em prejuízo dos consumidores. Digo prejuízo, porque onde não existe liberdade de escolha, terão obrigatoriamente que existir abusos. Todos os consumidores que queiram usufruir destes dois bens têm que recorrer a um só fornecedor, que num Estado Democrático por incrível que pareça é sempre o mesmo, ficando desde logo sujeitos a todos os incumprimentos, abusos, e faltas de respeito para com os direitos dos consumidores.

Consumidores esses que apesar de sofrerem todas estas injustiças, terão que efectuar sempre o pagamento destes “maus” serviços a tempo e horas, sob pena de perderem o direito aos mesmos.

Chegou a altura de nós consumidores mostrarmos a nossa indignação, lutarmos pelos nossos direitos e sobretudo escolhermos onde e como comprar bens ou serviços, afinal somos nós que pagamos.

 

Paulo Conde - Manhã Popular; Noticias Magazine, Correio da Manhã - 1997

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:39


Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Setembro 2021

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D
  235. 2003
  236. J
  237. F
  238. M
  239. A
  240. M
  241. J
  242. J
  243. A
  244. S
  245. O
  246. N
  247. D
  248. 2002
  249. J
  250. F
  251. M
  252. A
  253. M
  254. J
  255. J
  256. A
  257. S
  258. O
  259. N
  260. D
  261. 2001
  262. J
  263. F
  264. M
  265. A
  266. M
  267. J
  268. J
  269. A
  270. S
  271. O
  272. N
  273. D
  274. 2000
  275. J
  276. F
  277. M
  278. A
  279. M
  280. J
  281. J
  282. A
  283. S
  284. O
  285. N
  286. D
  287. 1999
  288. J
  289. F
  290. M
  291. A
  292. M
  293. J
  294. J
  295. A
  296. S
  297. O
  298. N
  299. D
  300. 1998
  301. J
  302. F
  303. M
  304. A
  305. M
  306. J
  307. J
  308. A
  309. S
  310. O
  311. N
  312. D
  313. 1997
  314. J
  315. F
  316. M
  317. A
  318. M
  319. J
  320. J
  321. A
  322. S
  323. O
  324. N
  325. D
  326. 1996
  327. J
  328. F
  329. M
  330. A
  331. M
  332. J
  333. J
  334. A
  335. S
  336. O
  337. N
  338. D